segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Paulo Câmara seria investigado pela (DECASP)

(Foto tribunadomoxoto)

Delegacia extinta de PE o investigaria por suposta fraude em estádio.

O ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Mauro Campbell determinou que o inquérito que investiga o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), e o prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), por supostas fraudes e superfaturamento na construção da Arena Pernambuco seja remetido para a Justiça estadual. O magistrado ordena que os autos sejam encaminhados à Vara de Crimes contra a Administração Pública e Ordem Tributária da comarca do Recife. O caso seria investigado pela DECASP porém excluída no inicio do mês em regime de urgência; A Polícia Federal confirmou que, como o inquérito foi remetido para a Justiça de Pernambuco, novas investigações devem ser conduzidas pela Polícia Civil.

(Foto Blog da Noelia Brito)

A delegada Patrícia Domingos, que investigava sete deputados, um vereador e empresários ligados ao PSB, havia sido removida para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Ela tinha retornado à Decasp nesta segunda-feira (19), após liminar da Justiça que ordenou a retomada dos trabalhos por 45 dias para que as investigações em andamento fossem concluídas.
Na tarde da quarta-feira (21), o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco, Adalberto de Oliveira Melo, acolheu pedido do governo e derrubou a decisão.

Investigações da operação Fair Play da Polícia Federal apontou, super faturamento em construção da Arena pela Odebrecht. Estão sendo investigadas recebimento de propina.

(Fonte: Folha Uol - João Valadares, Caruaru ON - Flávio Alves) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário